André Veríssimo

Diretor, Jornal de Negócios

André Veríssimo, jornalista, é diretor do Jornal de Negócios desde Novembro de 2017. Jornalista há 18 anos, André Veríssimo, faz parte da direção do Jornal de Negócios há mais de três anos. Licenciado em Comunicação Social pela Universidade Católica de Lisboa, começou a carreira, em 1999, na revista Focus, onde foi jornalista de Internacional e Economia. Saiu em 2003 para o Semanário Económico, onde foi coordenador da secção de Mercados e editor de Empresas. Entrou para o Jornal de Negócios no início de 2006, como editor de Mercados. Faz parte da direção do jornal desde o final de 2013, primeiro como diretor-adjunto e depois como subdiretor. No âmbito da sua atividade, André Veríssimo recebeu por duas vezes o prémio de jornalismo económico do Santander Totta / Universidade Nova de Lisboa na categoria de Mercados Financeiros. Nasceu em 1976 e vive em Lisboa.

Alexandre Nilo da Fonseca

Presidente, ACEPI – Associação da Economia Digital

Com mais de 30 anos de experiência profissional nas áreas de tecnologias de informação, media e entretenimento, Alexandre Nilo Fonseca tem ocupado diversos cargos de gestão de topo em empresas nacionais e multinacionais, tais como como a ComputerLand, Compaq Computers, PT Multimedia, MEO, SportTV, Diário de Noticias, TSF, Jornal de Noticias, Dinheiro Vivo, Volta ao Mundo entre outras tendo já ganho diversos prémios nacionais e internacionais no desempenho das suas funções. O seu nome tem também estado associado ao desenvolvimento da Sociedade da Informação e do Conhecimento, destacando-se a sua atuação na promoção da Economia Digital em Portugal, sendo presentemente:

• Presidente da Associação da Economia Digital em Portugal (www.acepi.pt)
• Membro da Direção da Associação Europeia de E-commerce (http://www.ecommerce-europe.eu) e Presidente do eLogistics Working Group
• Membro da Direção da INMA – International News Media Association (www.inma.org)
• Fundador e Diretor Executivo do MUDA – Movimento pela Utilização Digital Ativa (www.muda.pt)
• CEO e Fundador da A2D Consulting (www.a2d-consulting.com)
• É conselheiro de diversas organizações e governos
• É docente convidado da Católica Lisbon School of Business and Economics e foi coordenador da Pós-Graduação em Marketing Management da Universidade Europeia/IPAM

Isabel Guerreiro

Administradora Santander Portugal

Licenciada em Engenharia Informática pelo Instituto Superior Técnico, tendo ainda um MBA pelo INSEAD. Frequentou ainda outras escolas de negócios, como Stanford, Harvard e Wharton. Faz parte dos quadros do Banco Santander Totta desde Abril de 2005, tendo também passado pela Novabase. Antes de integrar a Comissão Executiva do Banco Santander em Portugal era responsável por toda a área de transformação digital do Banco. Isabel Guerreiro lidera a transformação digital e inovação com vista à melhoria de processos internos e externos, maior eficácia e eficiência no contacto do cliente com o Banco utilizando as novas tecnologias.

José Manuel Mendonça

Presidente do Conselho de Administração, INESCTEC

José Manuel Mendonça é Professor Catedrático no Departamento de Engenharia e Gestão Industrial da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e Presidente do Conselho de Administração do INESC TEC. Licenciou‐se em Engenharia Electrotécnica na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e obteve o Ph.D. em Engenharia Electrotécnica no Imperial College of Science and Technology, Reino Unido. É actualmente Fellow do IC2 Institute da Universidade do Texas em Austin e membro do High‐Level Group da Plataforma Tecnológica Europeia Manufuture. É Diretor Nacional do Programa UT Austin Portugal e Presidente do Conselho de Administração do CoLAB ForestWISE. Foi Vice‐Presidente da Agência de Inovação, Administrador Executivo da Fundação Ilídio Pinho e administrador não‐executivo de três empresas de base tecnológica: Tech M5 SGPS, Fibersensing SA e Kinematix SA. Foi ainda Director Científico da Rede UTEN, no Programa UT Austin Portugal, Delegado Nacional ao Comité de Programa em diferentes Programas Europeus de Investigação ‐ Innovation and SME’s (FP5), Growth (FP5), NMP (FP6) e ICT (FP7) ‐ e coordenador e avaliador de diversos projetos europeus no âmbito do Programa ESPRIT (FP4 e FP5).

Natália Machado

Gestora de Projetos, Cáritas Diocesana de Coimbra

Natália é licenciada em Direito e mestre em Direito Internacional dos Direitos Humanos pelo Centro Universitário de Brasília, Brasil. É estudante de doutoramento na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Entre 2006 e 2010 foi gestora de projetos sociais que envolviam crianças carentes de uma favela em Brasília. Entre 2014 e 2016 foi professora de Direitos Humanos. Desde janeiro de 2019, faz parte do Departamento de Inovação da Cáritas Diocesana de Coimbra e apoia candidaturas e desenvolvimento de projetos nacionais e internacionais, como o DAPAS e DIANA (programa AAL), Lifebots e Pharaon (H2020). Natália concluiu, em janeiro de 2020, a formação em plano de negócios para tecnologias digitais da AAL Lean Academy.

Manuel Heitor

Ministro da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior

Manuel Heitor nasceu em setembro de 1958. É Professor Catedrático no Instituto Superior Técnico, Lisboa, sendo doutorado pelo Imperial College de Londres em Engenharia Mecânica (Combustão Experimental, 1985). Fez um pós-doutoramento na Universidade da Califórnia em San Diego, 1986, tendo prosseguido posteriormente uma carreira académica no Instituto Superior Técnico em Lisboa, onde começou por desenvolver a sua atividade de investigação na área de energia e ambiente, com ênfase em Mecânica de Fluidos e Combustão Experimental. Desempenhou as funções de Presidente-Adjunto do Instituto Superior Técnico entre 1993 e 1998, tendo-se dedicado desde o início dos anos 90 ao estudo de políticas de ciência, tecnologia e inovação, incluindo políticas e gestão do ensino superior. Fundou em 1998 o Centro de Estudos em Inovação, Tecnologia e Políticas de Desenvolvimento, IN+, do IST, o qual foi nomeado em 2005 como um dos Top 50 global centres of research on Management of Technology, pela International Association for the Management of Technology, IAMOT. Coordenou, entre outros, os Programas de doutoramento do IST em Engenharia e Políticas Públicas e em Engenharia de Conceção e Sistemas Avançados de Manufatura. Foi Research Fellow da Universidade do Texas em Austin, no Instituto IC2, Innovation, Creativity and Capital, e durante o ano letivo 2011/12 foi Professor Visitante na Universidade de Harvard, ambas nos Estados Unidos da América. É Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior no Governo de Portugal desde novembro de 2015, tendo sido Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior entre março de 2005 e junho de 2011. Ministro da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior do XXII Governo Constitucional.

Marcelo Lebre

CTO, Remote

Marcelo Lebre é co-fundador e CTO da Remote (https://remote.com), empresa que possibilita a contratação de trabalhadores remotamente em qualquer lado do mundo. O Marcelo é Mestre de Engenharia de Computadores e Telemática pela Universidade de Aveiro onde foi também investigador. Ao longo da sua carreira desempenhou vários papéis de liderança na área de engenharia de software como CTO na Faber Ventures onde apoiou e ajudou a construir multiplas startups e mais tarde VP of Engineering na Unbabel. Marcelo lidera agora a equipa de engenharia responsável pela plataforma Remote onde empresas em qualquer parte do mundo podem contratar um trabalhador noutro país em minutos, garantindo os benefícios e mais valias para todos.

Pedro Pinto

CEO, Take The Wind

Pedro founded Take The Wind (TTW) in 2008 to provide technology solutions and digital content for medical education and clinical decision-making. TTW has a subsidiary in Austin, Texas, USA (Body Interact Inc.) and has been doing international business with leading hospitals, universities, accreditation providers and the pharma industry in 41 countries. Based on a passion for customers and his strategic thinking, Pedro has developed a strong expertise in anticipating client and market needs. Based on his commitment and this way of doing business, Pedro created more a relevant portfolio break-through products in cognitive skills education, having Body Interact™ as remarkable example of a global product for clinical education. During these years, as CEO of TTW, won remarkable prizes such as:

• EMF 2012 Award “Seal of European e-Excellence in Digital Media” (first prize)
• Best Product in Show Award at IMSH 2016 (International Society of Medical Simulation), San Diego, US
• Seal of Excellence 2016, 2017, 2018 certificate delivered by the European Commission (SME Instrument)
• SME excellence 2016, 2017, 2018 and 2019, a prize that recognizes Portuguese companies with high management performance
• Deloitte Technology Fast 500™ Europe, Middle East & Africa (EMEA) 2017 and 2019
• Born from Knowledge 2018 Award by Portuguese Innovation Agency (ANI)
• World Summit Award 2018 from United Nations, considering Body Interact as a top5 technology with social impact in learning and education worldwide
• e-Learning Japan 2019 Award

Prior to this, Pedro spent 5 years managing his own business consultancy services, served as World Bank Project Coordinator in Latin America and 10 years as partner and CEO of an educational software international company. He studied Economics at Coimbra University, Portugal and is an International Business post-graduate from Instituto de Estudos Superiores Financeiros e Fiscais do Porto, Portugal.

Ricardo Parreira

CEO, PHC Software

Ricardo Parreira é CEO da multinacional portuguesa PHC Software e autor do livro “Gestão descontraída, mas profissional”. É apaixonado por liderança, estratégia de negócios e cultura empresarial. Ao longo de mais de 30 anos à frente da empresa tem contribuído para que mais de 33 mil empresas, de mais de 25 países, tenham melhores ferramentas de gestão através de software que se adapta a qualquer empresa ou negócio. Na PHC ajudou a criar um ecossistema de cultura empresarial que possibilita que as pessoas que nela trabalham se sintam mais felizes, motivadas e consequentemente mais produtivas. Essa aposta tem sido reconhecida por diversas entidades, valendo à PHC a presença na lista das melhores empresas para trabalhar em Portugal e a receção de diversos prémios ao nível da felicidade no local de trabalho, dos processos de gestão e das melhores práticas de recursos humanos.