Júri

DANIEL BESSA

Licenciado em Economia (Universidade do Porto, 1970) e doutorado em Economia (Universidade Técnica de Lisboa, 1986).

É Presidente dos Conselhos Fiscais da Galp Energia. da Sonae, SGPS e de Bial - Portela e Companhia. É Membro do Comité de Investimentos de PVCI - Portuguese Venture Capital Initiative, entidade criada no âmbito do “Grupo Banco Europeu de Investimento”; Presidente do Gabinete de Estudos da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas; Vogal do Conselho de Administração da Fundação Bial. Foi Director-Geral de COTEC Portugal - Associação Empresarial para a Inovação (Junho de 2009 a Fevereiro de 2016). Foi docente da Universidade do Porto (1970-2009); Presidente da Direcção da EGP - Escola de Gestão do Porto e da EGP - University of Porto Business School 2000-2009).

Foi Administrador do Finibanco e Administrador não executivo da Efacec, da AICEP, da Celbi e da INPARSA; Vogal do Conselho Geral e de Supervisão do BCP; Presidente do Conselho Fiscal de SPGM - Sociedade de Investimento. Foi Presidente do Conselho Consultivo da ANI – Agência Nacional de Inovação, Presidente do Conselho Consultivo do Instituto de Gestão de Fundos de Capitalização da Segurança Social e vogal do Conselho Consultivo Internacional da FDC - Fundação Dom Cabral. É economista em regime de profissão liberal, desde 1983. Intervenção regular em conferências e seminários, e na comunicação social portuguesa.

CARLOS AMARAL VIEIRA

Atualmente é Director Geral da CELPA , Associação da Indústria Papeleira, desde 2016. Foi Director Fabril do Complexo Industrial da Figueira da Foz / Grupo Portucel Soporcel e membro da Direcção do RAÍZ – Instituto de Investigação da Floresta e Papel. Ocupou também o cargo de director de produção da Inapa e da Soporcel, SA e de Director do Departamento Electrónica Naval (J.V. Gellweiller – representante Krupp Electronik – RFA). O seu percurso passou também pelo ensino. Foi professor assistente do departamento de Física do Instituto Superior Técnico (IST), professor assistente de Física Geral – Curso de Arquitectura (ESBAL) e Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL). Matemática Aplicada e Electrotecnia.

CARLOS DE PASCOAL NETO

Director Geral do RAIZ – Instituto de Investigação da Floresta e Papel da The Navigator Company (ex Grupo Portucel Soporcel) desde Outubro de 2015. Foi Vice-Reitor da Universidade de Aveiro para a área da Cooperação com a Sociedade, Inovação, Transferência de Tecnologia e Empreendedorismo (2010-2015) e Presidente do Conselho Directivo do DQ-UA (2007-2010). Atualmente é Professor Catedrático no Departamento de Química da Universidade de Aveiro (DQ-UA), departamento onde iniciou a sua carreira académica como Assistente Convidado em 1992. É autor / co-autor de 7 capítulos de livros, mais de 230 artigos científicos em revistas internacionais (ISI h-index 37) com arbitragem científica, 5 patentes e várias centenas comunicações em congressos ou reuniões científicas nacionais e internacionais, incluindo várias comunicações orais convidadas.

EDUARDO DE OLIVEIRA E SOUSA

Nasceu a 5 de maio de 1953. Licenciado em Engenharia Agrónoma pelo Instituto Superior de Agronomia. Empresário agrícola e florestal no Ribatejo. Assumiu vários cargos a longo da sua carreira profissional, como: director agrícola da Estação Zootécnica Nacional (1979 – 1983) e ainda técnico superior do quadro do Ministério da Agricultura de 1979 a 2013; representante do Estado e Director Executivo da Associação de Regantes e Beneficiários do Vale do Sorraia de 1983 a 2013; sócio Fundador da Sociedade Portuguesa de Pastagens e Forragens; director agrícola da Sucral (1986 – 1989); fundador da FeNaReg – Federação Nacional de Regantes de Portugal; vogal do Conselho Nacional da Água (1996 – 2007); director Honorário da EIC – Euro-Mediterranean Irrigators Community; professor assistente na Escola Superior Agrária de Santarém (1981 – 1984); presidente da Direção da ANPC – Associação Nacional de Proprietários Rurais, Gestão Cinegética e Biodiversidade (1994 – 2014), sendo actualmente Presidente da Assembleia Geral; fundador da Associação dos Produtores Florestais do Concelho de Coruche e Limítrofes, sendo actualmente o Presidente da Assembleia Geral; e ainda director e actualmente secretário da Assembleia Geral do CPM – Clube Português de Monteiros / Associação Nacional de Caça Maior.

FRANCISCO CARVALHO GUERRA

Desde Janeiro de 2018 é Membro do Conselho Superior da Forestis. 2001-2017 Presidente eleito da Forestis. 2007 Presidente do Conselho da Fileira Florestal de Portugal. Entre muitas outras funções desempenhadas ao longo da sua carreira, destacam-se as seguintes: 1968-1975 Delegado Nacional Adjunto para o Comité Científico da NATO; 1970-1975 Delegado Nacional para o Comité Desafios da Sociedade Moderna, NATO; 1973-1978 Membro do Painel dos Projectos de Investigação, da NATO e seu Presidente até 1978; desde 1973 Membro da New York Academy of Sciences; desde 1977 Membro da Academia de Ciências de Lisboa; 1985-1991 Vice-Reitor da Universidade do Porto; 1985 Condecorado com a comenda de “Grande Oficial da Ordem de Instrução Pública” por Sua Excelência o Senhor Presidente da República Doutor Mário Soares; 1988 Condecorado com “A Ordem de Palma Académica” pelo Governo Francês; 1995 condecorado por Sua Excelência o Senhor Presidente da República Doutor Jorge Sampaio com a Grã Cruz da Ordem Militar de Cristo; 2003 condecorado por Sua Santidade o Papa João Paulo II, com a Comenda de S. Gregório Magno; 1991-95 nomeado para o Grupo Estratégico do PRODEP; 1991 nomeado Representante Nacional junto do Comité de Ciência e Tecnologia da OCDE; desde 1992 Delegado Nacional ao Comité de Política Científica e Tecnológica da OCDE; 1997 Presidente da Associação das Universidades da Região Norte; desde 1999 eleito Presidente da Sociedade de Ciências Farmacêuticas; 2002 Doutoramento Honoris Causa, em Ciências da Saúde, pela Universidade do Minho. Em 2010 é eleito pela Assembleia da República para o Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida. Em 2011 eleito Presidente do Conselho Deontológico da Ordem dos Farmacêuticos. Bacharelato em Farmácia em 1954, Universidade de Lisboa; Licenciatura em Química Farmacêutica em 1956, Universidade do Porto; Doutoramento em Bioquímica, 1964, Universidade do Porto.

HELENA PEREIRA

É vice-presidente da Fundação para a Ciência e Tecnologia, e coordenadora do Centro de Estudos Florestais, onde desenvolve a sua investigação principalmente nas áreas científicas dos produtos florestais lenhosos e não lenhosos, da influência das alterações climáticas e da silvicultura com a qualidade da madeira, da utilização integral de recursos, biomassa e biorefinarias. É também professora catedrática no Instituto Superior de Agronomia, Universidade de Lisboa. É licenciada em Engenharia Química-Industrial pelo Instituto Superior Técnico, doutorada (Dr. rer. nat.) pela Faculdade de Biologia da Universidade de Hamburgo, Alemanha e agregada pelo Instituto Superior de Agronomia. A sua área de investigação tem sido as florestas e os produtos florestais, incluindo a bioenergia e as biorrefinarias, numa perspetiva integrada e multidisciplinar. A sua atividade de orientação académica traduziu-se em 30 teses de doutoramento, vários programas de pós-doutoramento e um número elevado de teses de mestrado.

JOÃO BRANCO

Licenciado em Engenharia Florestal, pela UTAD - Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, e é Presidente da Direção Nacional da Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza, desde 2015.

JOÃO FERREIRA DO AMARAL

Professor Catedrático aposentado do ISEG/UL, Presidente da Direcção da Associação para a Competitividade da Indústria da Fileira Florestal. É licenciado, doutorado e agregado em Economia pelo ISEG/UTL.É membro do Conselho Económico e Social. Foi membro do Conselho Superior de Estatística, Director-Geral do Departamento Central de Planeamento, membro do Comité de Política Económica da então CEE e assessor da casa civil do Presidente da República.

JOÃO GONÇALVES

Desde 2006 é Diretor Florestal da Europa&c onde é responsável pelo abastecimento de madeira à unidade industrial de Viana do Castelo e pela gestão do património florestal do Grupo que é o quarto maior produtor europeu de papel Kraftliner. Com mais de vinte anos de sólida e vasta experiência no setor florestal, o seu percurso profissional inclui a passagem pela Celbi S.A., onde foi Chefe dos Serviços de Projetos de Desenvolvimento e Logística e a função de Diretor Técnico numa empresa de serviços de silvicultura e exploração florestal de 1994 a 1999. Participou em projetos de investigação, tem várias publicações técnicas e científicas em co-autoria e colaborou pontualmente como docente convidado do ensino superior. É membro do Conselho de Administração da Sociedade Gestora Floresta Atlântica em representação do acionista Europa&c Portugal S.A. Concilia atualmente várias funções de dirigente associativo como a de Presidente da Direção do Centro PINUS (Organização que representa a Fileira do Pinho em Portugal), membro do Conselho de Administração do CBE (Centro da Biomassa para a Energia) e Diretor da AIFF (Associação para a Competitividade das Indústrias da Fileira Florestal).

JOÃO RUI GOMES FERREIRA

Preside a Direcção da APCOR – Associação Portuguesa da Cortiça - desde Março de 2012, tendo já anteriormente feito parte dos seus órgãos sociais, entre 2005 e 2008, enquanto membro da direcção. Neste período acompanhou de perto diferentes campanhas de promoção internacional, que tem tido continuidade na actualidade no sentido de levar a cortiça e os seus produtos a diferentes mercados no mundo. É, desde Janeiro de 2009, Secretário-Geral da CELiège – Confederação Europeia da Cortiça, destacando-se o trabalho desenvolvido junto das instituições Europeias na defesa e promoção do sector da cortiça, bem como a criação e implementação dos níveis Premium e Excellence do SYSTECODE, sistema internacional de acreditação das empresas do sector. Foi Presidente da Filcork – Associação Interprofissional da Fileira da Cortiça de Janeiro de 2013 a Fevereiro de 2015, primeira interprofissional florestal em Portugal e com o grande desafio de reforçar a informação estatística, a certificação, investigação e desenvolvimento e a promoção externa da fileira da Cortiça. Actualmente, continua a acompanhar a FILCORK enquanto vogal da Direcção.

JOSÉ GASPAR

Escola Superior Agrária de Coimbra

MANUEL DOS SANTOS GOMES

Presidente, CONFAGRI – Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal

MARIA DO LORETO MONTEIRO

Licenciada em Engenharia Silvícola pelo Instituto Superior de Agronomia (Universidade Técnica de Lisboa). É consultora florestal desde 2009. Ainda nesse mesmo ano, foi Colaboradora do CIMO do IPB. De 2008 a 2009 era Professora Coordenadora na ESAB/IPB. Entre os anos 2005-2007 foi Subdirectora Geral da Direção Geral dos Recursos Florestais - Ministério da Agricultura – Lisboa. Foi ainda Professora Coordenadora na Escola Superior Agrária (ESAB) / Instituto Politécnico de Bragança (IPB) os anos de 1996 a 2004. Durante o ano de 1990 a 1995 foi Investigadora no INIA (Instituto Nacional de Investigação Agrária) e nesta mesma instituição foi também Especialista de Investigação de 1978 a 1990.m Entre 1974 e 1978 foi chefe da II Brigada de Arborização do Fundo de Fomento Florestal. Colabora com a Academia de Ciências, na organização de um conjunto de conferências, apresentadas no Instituto de Estudos Académicos para Seniores. E fez várias publicações em capítulos de livros; artigos em revistas de circulação internacional com arbitragem científica; artigos em revistas nacionais com arbitragem científica; atas de encontros científicos.

SOFIA SANTOS

Sofia Santos assumiu em janeiro de 2016 o cargo de Secretária Geral do BCSD Portugal. Sofia Santos é licenciada em economia pelo ISEG – Instituto Superior de Economia e Gestão, mestre em economia pela Universidade de Londres e doutorada em gestão, sobre a contribuição da banca para o desenvolvimento sustentável, pela Middlesex University de Londres. Ao longo da carreira profissional, Sofia passou pela Merrill Lynch,Bloomberg, INE – Instituto Nacional de Estatística, CELPA – Associação da Indústria Papeleira, GCI e INTELI. Em períodos diferentes da carreira criou duas consultoras, a Sustentare e a SystemicSphere. No campo académico, Sofia lecionou a cadeira ética e sustentabilidade corporativa no Master of Science in Business Administration (MScBA) e no Executive MBA no ISCTE /INDEG e foi diretora executiva do Sustainability Knowledge Lab do INDEG – ISCTE Executive Educatio

TITO ROSA

Possui uma vasta experiência profissional. Foi Técnico Superior do Gabinete de Planeamento do Ministério de Agricultura (1979/1988), Chefe de Divisão de Mercados Agrícolas e Agro alimentares (1989/1990), Secretário Geral da Federação das Cooperativas de Produtores de Frutas e Produtos Hortícolas (1990), Sub Diretor Geral do Secretariado Agrícola para as Relações Europeias (1991), Sub Diretor Geral da Direção Geral dos Mercados Agrícolas e Indústrias Agro alimentares (1992/1994), Vogal do Conselho de Administração do Instituto Financeiro para o Desenvolvimento da Agricultura e das Pescas (1997/2000), Gestor do Programa Operacional Agricultura e Desenvolvimento Rural do III Quadro Comunitário de Apoio – Programa AGRO (2000/2010), Presidente do Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade (acumulou 2008-2010 com a Gestão do Programa AGRO) (Abril de 2008/ Fevereiro de 2012). Presidente da Direcção Nacional da Liga para a Protecção da Natureza (desde Abril de 2014). Desempenhou ainda funções governativas, nomeadamente enquanto Adjunto do Secretário de Estado da Alimentação do XII Governo (1994/1995) e Chefe de Gabinete do Secretário de Estado da Produção Agro Alimentar do XII Governo (1995/1997).

VITOR POÇAS

É presidente da direção da AIMMP, Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário de Portugal desde Julho de 2011. Neste âmbito, é vice-presidente da direcção da CEI-BOIS, Confederação Europeia da Indústria de Madeira, vice-presidente da direcção da EFIC, Confederação Europeia da Indústria de Mobiliário, vogal do conselho de administração do CFPIMM, Centro de Formação Profissional das Indústrias de Madeira e Mobiliário, vice-presidente do conselho geral da CIP, Confederação Empresarial de Portugal, vice-presidente da direção da CPCI, Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário, vice-presidente da direção da EMBAR, Associação Nacional de Recuperação e Reciclagem de Embalagens e Resíduos de Madeira, vogal da direcção da AIFF, Associação para a Competitividade da Indústria da Fileira Florestal e membro do conselho fiscal do CENTRO PINUS, Associação para a Valorização da Floresta de Pinho, entre outras representações institucionais.