SUSTENTABILIDADE SOCIAL

Bem-estar e Cidades sustentáveis

Serão aceites nesta categoria as iniciativas, serviços ou produtos que promovam cidades ou vilas sustentáveis e o bem-estar da comunidade. Para tal, deverão contemplar metodologias com impacte positivo nos ecossistemas urbanos através da integração e interação sustentável com a academia e o cidadão, através da melhoria da mobilidade, das infraestruturas e transportes públicos existentes, aumento das ligações entre áreas urbanas, desenvolvimento de edifícios sustentáveis, otimização de património histórico e cultural, desenvolvimento de turismo sustentável, promoção de cidades despoluídas, habitação acessível, espaços verdes e de lazer, serviços públicos, modos de vida sustentáveis, equilíbrios geracionais, combate ao isolamento social e promoção de organizações de moradores, formas de acolhimento e implementação de propostas da população, comunicação e interação com o cidadão, transição energética, iniciativas multimunicipais, envolvam diferentes entre outras metodologias com o mesmo impacte.

Estas iniciativas, serviços e produtos deverão demonstrar uma preocupação de alinhamento com referenciais e boas práticas internacionais.
Como se candidatar
Para que as candidaturas sejam válidas devem:

· Preencher o formulário disponibilizado, até 1 de novembro de 2020;
· Proceder ao pagamento da inscrição;
· Só após o pagamento é que a candidatura será aceite para verificação.

1. As candidaturas efetuam-se no site do Prémio Nacional de Sustentabilidade, em www.premionacionalsustentabilidade.negocios.pt através do preenchimento integral do formulário aí disponibilizado. A data limite para apresentação das candidaturas será o dia 1 de novembro de 2020. Toda a informação disponibilizada no site será atualizada sempre que necessário, pela organização.

2. A documentação complementar (i.e., todos os documentos que os candidatos considerem importante adicionar, em benefício da sua candidatura) deverá acompanhar o formulário de candidatura e ser enviada igualmente em formato digital (ficheiro ou pasta comprimida em formato .zip, não devendo ultrapassar os 2MB).

3. O formulário de candidatura e a documentação complementar deverão ser conclusivos sobre o estado e data de implementação da iniciativa, produto ou serviço, e sobre os respetivos resultados concretos e data de início dos mesmos.

A validação da candidatura está sujeita ao pagamento de uma taxa de inscrição de 2.500,00€ (dois mil e quinhentos euros) acrescido de IVA à taxa legal em vigor. Este valor, para além da inscrição no prémio, dá direito a uma página dupla de divulgação da iniciativa, produto ou serviço do candidato que será publicada numa revista especial a ser distribuída com o Jornal de Negócios e revista Sábado, também disponível em formato e-paper nos sites destas duas publicações periódicas. A informação sobre cada projeto será recolhida a partir do formulário de candidatura, podendo a organização considerar necessário solicitar ao candidato que disponibilize informação adicional. Concluído o preenchimento do formulário, os candidatos serão contactados pela Cofina, via telefone ou e-mail, para procederem ao pagamento do montante acima referido.